Há mais na Lightning Network do Bitcoin do que aparentam as imagens

06/04/2018


As visualizações de dados se tornaram uma ferramenta favorita dos usuários de Bitcoins, ansiosos para contar a história da adoção constante da tecnologia de pagamentos em desenvolvimento. Uma tonelada de visualizadores já foram lançados para descrever a Lightning de novas maneiras - a partir de desenhos em 3D e séries históricas de árvores genealógicas e animações experimentais. Como aglomerados florescentes de galáxias, observar os nós e canais se expandirem em teias complicadas tornou-se um esporte para os fãs da Lightning.

"Costumava checar o preço do bitcoin todos os dias, mas agora eu verifico os nós da Lightning Network todos os dias", escreveu um entusiasta no Reddit, acrescentando que, ao contrário dos gráficos de preços, a Lightning está sempre em alta.

Mas, de acordo com vários desenvolvedores que trabalham na implementação da Lightning, as imagens não contam toda a história. Por um lado, as imagens são baseadas na vista de um único nó, que tem acesso limitado à Lightning Network. No entanto, as imagens agora desempenham um papel importante, muitas vezes mostrando questões não respondidas sobre como a rede está crescendo, ou seja, se a Lightning está cumprindo sua promessa (às vezes contestada) de descentralização.

"Isso dá às pessoas algo que elas podem apontar para dizer: “Olhe, é a Lightning!", disse Olaoluwa 'Laolu' Osuntokun, um desenvolvedor da Lightning Labs.

Um desenvolvedor com pseudônimo "Intel", que criou o popular explorador da rede principal da Lightning, #recksplorer, concordou que os visualizadores são a maneira mais fácil de observar o crescimento da rede neste momento.

"Você pode comparar visualmente como eles eram antes e olhar agora, tornando o crescimento da rede realmente perceptível. É muito mais atraente para os olhos do que compartilhar números brutos de nós da rede."

Uma imagem completa?

Ainda assim, de acordo com Osuntokun, à medida que a rede continua a crescer, essas representações visuais se tornarão mais problemáticas. Embora os usuários às vezes se queixem da falta de visibilidade de toda a rede, achando que foi devido a um código defeituoso, a visão parcial dos nós é uma característica necessária, pois aumenta a privacidade e reduz os custos de armazenamento de nós individuais. Além disso, devido a determinados parâmetros de implementação, se um canal estiver inativo por mais de duas semanas ou contiver uma quantidade muito pequena de capital, os canais poderão não ficar visíveis para todos os nós. E finalmente, pode haver nós e canais que não se anunciam.

"É realmente opcional que os nós enviem provas autenticadas atestando a existência de um canal", disse Osuntokun. Assim, mesmo as visualizações em camadas de vários nós não oferecem uma imagem completa.

Tyzbit, autor pseudônimo de vários visualizadores interativos da Lightning, comparou isso a uma sala escura e lotada, com grupos de pessoas escondidos atrás de outras pessoas. "Você não precisa saber sobre todos na sala para enviar dinheiro para alguém, você só precisa de uma rota de trabalho", explicou Tyzbit, "ninguém tem uma imagem perfeita da rede". Mas, de acordo com Osuntokun, enquanto isso poderia preocupar as pessoas de que, na verdade, a Lightning Network não está crescendo tão rápido quanto alguns sugerem, ela realmente mostra o oposto, porque na Lightning não há necessidade de consenso ou um acordo global do que a rede é, é até possível que várias Lightning Networks não conectadas possam existir ao mesmo tempo. Com isso em mente, é provável que a Lightning seja muito maior do que o mostrado nas imagens.

O fim dos visualizadores

Os visualizadores podem ter uma vida útil curta porque Osuntokun disse que como a Lightning adiciona mais recursos de privacidade, os visualizadores não conseguirão coletar dados mais específicos, como localização física, sobre os nós. Isso é obviamente um benefício para os usuários, já que os dados sobre sua localização podem expô-los a ataques.

"À medida que o gráfico se torna maior e maior, as visualizações provavelmente começarão a colapsar os canais entre si a fim de reduzir a dimensionalidade da renderização", disse Osuntokun, "caso contrário, as coisas podem acabar parecendo um novelo de lã em breve". Intel também comentou este ponto, afirmando que o software de visualização acabará não sendo capaz de lidar com a quantidade de sobreposições na rede. "Uma grande Lightning Network se torna uma bagunça emaranhada, e não há como você desvendar isso para fins de visualização", disse ele. E isso vai acontecer em breve, porque apesar de avisado ser imprudente para os usuários fazerem transações na rede antes do lançamento beta da Lightning Lab em março, o explorador do desenvolvedor Intel viu um crescimento rápido, alcançando 1.337 nós e 3.798 canais em questão de semanas. Mesmo em seu tamanho atual o explorador já está um pouco indisciplinado.

Por causa disso, Intel concluiu:

Você já pode ver isso acontecendo no meu explorador. O futuro dos visualizadores da rede é incerto.


COMENTÁRIOS