Novo smartphone blockchain da HTC pode ser comprado com Bitcoin

25/10/2018


Inicialmente anunciado em maio, o smartphone Exodus 1 foi revelado em Berlim, na Alemanha, em 22 de outubro. O aparelho será vendido por 0,15 Bitcoin ou 4,78 ETH em ofertas de acesso antecipado, o que equivale a US $960. Os primeiros envios são esperados para dezembro, disse a empresa.

"O Exodus 1 é um elemento fundamental da internet cripto", disse Phil Chen, "diretor descentralizado" da HTC, em comunicado no site da empresa. “Para que ativos digitais e aplicativos descentralizados atinjam seu potencial, acreditamos que o celular precisará ser o principal ponto de distribuição.”

O Exodus 1 possui uma carteira de criptomoedas chamada Zion, que foi desenvolvida pela HTC para servir como uma carteira de moedas digitais de hardware. Phil disse que a carteira funciona de um local (enclave) seguro no chip do telefone, separado do sistema operacional do Android, para proteger as moedas digitais. Ele ressaltou a importância de manter essa área do telefone separada do Android porque o sistema operacional do Google era "fundamentalmente inseguro com um sistema centralizado", expondo os fundos dos usuários ao roubo por invasores.

"Pense no enclave como um micro OS que roda em paralelo com o Android", disse Phil Chen. “Basicamente é uma carteira, mas a carteira, o que ela faz é guardar suas chaves privadas. A razão pela qual você faz um telefone blockchain é… para que todos tenham suas próprias chaves. Tudo começa por aí. Quando você começa a possuir suas próprias chaves, então você pode começar a possuir sua própria identidade digital, então você pode começar a possuir os dados.”


O novo telefone da HTC irá executar aplicativos descentralizados (dapps). Ele também possui uma função de recuperação de chave social que ajuda os usuários a "recuperar o acesso a seus fundos se perderem sua chave privada por meio de um número seleto de contatos confiáveis".

"Vender o telefone somente em criptomoedas e ser o primeiro a fazer isso significa que estamos levando isso diretamente para o público principal e para aqueles que vão querer esse dispositivo - a comunidade blockchain. Isso reflete nossa crença nas criptomoedas - na verdade, tivemos que recriar e superar muitos processos internamente, assim como encontrar novos distribuidores, para que possamos alcançar o objetivo de aceitar apenas criptomoedas como a forma de pagamento.”

O Exodus 1 estará disponível em 34 países, incluindo Hong Kong, Cingapura, Estados Unidos, Reino Unido e outros países europeus. No entanto, o telefone não estará disponível na China, que adotou uma abordagem rígida ao Bitcoin e às criptomoedas.

 

Mais empresas procurando entrar no mercado de blockchain de smartphones

A HTC, que no passado esteve entre as maiores fabricantes de smartphones do mundo, não é a única empresa a tentar oferecer um celular com foco no blockchain.

A startup suíça, Sirin Labs, também está aceitando pedidos para seu smartphone de US $999, cujo envio foi atrasado em outubro. As empresas chinesas de tecnologia de comunicação e informação, como Lenovo Group e Sichuan Changhong Electric, também anunciaram anteriormente planos para um telefone blockchain, mas não forneceram detalhes.

No início deste mês, a startup Pundi X, com sede na Indonésia, lançou seu aparelho blockchain chamado Xphone que, ao contrário dos aparelhos da HTC e Sirin Labs, pode operar em seu próprio protocolo de transmissão baseado em blockchain, independentemente das operadoras móveis.

Além de executar dapps, o Exodus 1 também vem com vários recursos encontrados em smartphones emblemáticos regulares, como câmeras traseiras duplas e um display Quad HD de seis polegadas.

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: news.bitcoin


COMENTÁRIOS