Trabalhadores da Costa Rica podem ser pagos legalmente com criptomoedas

23/07/2018


Trabalhadores na Costa Rica podem em breve começar a receber uma parte do seu salário em criptomoedas , informou a mídia local. No que diz respeito à lei da Costa Rica, não há razão para que isso não aconteça. A legislação do país permite que os empregadores remunerem parcialmente seus funcionários com bens que não são monetários, desde que o salário mínimo legal seja pago em dinheiro. Também desenvolve o conceito de “quase-dinheiro”, ou qualquer ativo que possa ser usado como meio de pagamento e tenha sido amplamente aceito como tal na sociedade .

"Essa é uma tendência que pode se consolidar no país", disse Rolando Perlaza, que trabalha na Nassar Abogados, uma importante empresa de advocacia na América Central. “Esse tipo de pagamento não substitui o dinheiro tradicional, mas é um incentivo para os trabalhadores, que poderiam decidir se aceitam essas moedas como pagamento por seus serviços”. Ele também enfatizou que, em qualquer caso, os funcionários são protegidos pelo artigo 166 do Código Trabalhista do país.

A notícia observa que, em outubro do ano passado, o Banco Central da Costa Rica (CBCR) emitiu uma diretiva que estabelece que as criptomoedas estão fora do sistema bancário nacional. O documento também indica que a realização de qualquer tipo de transação comercial com moedas digitais é uma “opção limitada” no país. Junto com isso, o banco central alertou que aqueles que usam criptomoedas assumem os riscos financeiros associados.

Setor de criptomoedas em crescimento na Costa Rica

Apesar da avaliação do CBCR, o setor de criptomoedas local vem se desenvolvendo constantemente nos últimos anos com um número crescente de comerciantes e outras empresas, incluindo muitos hotéis e empresas da indústria do turismo, aceitando criptomoedas como um método de pagamento legítimo. A Costa Rica, que se manteve relativamente aberta a empreendimentos comerciais no mercado de criptomoedas , também teve vários caixas eletrônicos de Bitcoin surgindo na capital San Jose, e em outros lugares.

O país latino-americano também oferece condições favoráveis para a mineração graças às suas fontes renováveis. “Nossa instalação de mineração de criptomoedas baseada na Costa Rica utiliza opções de energia renovável , como solar e eólica. Achamos que a energia renovável deve ser uma parte essencial de qualquer projeto relacionado às criptomoedas. Essa abordagem verde é boa tanto para nós quanto para o planeta e torna as novas oportunidades de negócios ainda melhores”, disse Daniel Yépez, um criptoempreendedor local. "As criptomoedas estão aqui para ficar e estamos adotando as mudanças", acrescentou Daniel, cuja empresa, a SH Mining Technologies, é especializada em fornecer serviços de mineração em nuvem.

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: news.bitcoin


COMENTÁRIOS