46% das ICOs do ano passado já faliram

05/03/2018


Sabemos que um grande número de ICOs não darão certo, seja na fase de angariação de fundos ou quando se trata de entregar o projeto planejado. As ICOs mais duvidosas não se mostram uma farsa no primeiro momento. Elas vão aparecendo lenta e cuidadosamente, como um ladrão furtivo, e não como um assaltante perigoso. Um estudo sobre os crowdsales do ano passado, indica que 46% deles já estão efetivamente mortos - apesar de levantar mais de US $104 milhões.

ICOs são mais arriscadas do que você pensa

Dado o tempo suficiente, tudo acaba e morre, desde as instituições mais robustas até os crowdsales mais populares. Ninguém esperava que todas as ICOs de 2017 sobrevivessem, porém a velocidade em que elas desapareceram pode ser uma surpresa. Tokendata, um dos sites mais abrangentes sobre ICOs, lista 902 crowdsales que ocorreram no ano passado. 142 deles não passaram da fase de financiamento e outros 276 já não existem mais, quer devido a angariar os fundos e sumir, ou lentamente desaparecendo na obscuridade. Isso significa que 46% das ICOs do ano passado já faliram.

O número de ICOs que ainda são uma preocupação é menor. 113 delas podem ser classificadas como "quase-falidas", quer porque a equipe deixou de se comunicar nas redes sociais, ou porque sua comunidade é tão pequena que significa que o projeto não tem chance de sucesso. Isso significa que 59% dos crowdsales do ano passado são falhas confirmadas ou falhas de fabricação.

Algumas das muitas ICOs que já faliram listadas pelo Tokedata

Um cemitério digital de promessas

É uma experiência profundamente deprimente, tantas contas abandonadas do Twitter, os grupos vazios de Telegram, os sites que não são mais hospedados, um cemitério digital, foi o que restou da safra de 2017. Muitas ICOs não arrecadaram nada, algumas levantaram alguns mil dólares, e um punhado levantou mais de US $ 10 milhões. Em cada caso, o resultado final foi o mesmo: nenhuma versão alfa e nenhuma contribuição para a rede descentralizada ou o melhoramento da humanidade.

Muitas das ICOs mortas foram condenadas desde o início. Não é surpresa saber que projetos como Clitcoin e Zero Traffic não vingaram. Algumas que não conseguiram passar pela fase de angariação de fundos, estão fazendo isso novamente este ano e esperando que o fracasso de 2017 possa ser revertido.

Lições aprendidas

Muitas dessas 531 ICOs que não estão dando certo desde o ano passado já se mostram superficiais desde o início. Na maioria dos casos, os investidores conseguem detectar os sinais, porém nem todos escapam. Esses projetos ainda arrecadaram US $233 milhões. Com esta moda das ICOs, não há motivos para esperar que os crowdsales deste ano sejam melhores. Devido aos ganhos estarem diminuindo, aumento da concorrência e um fluxo interminável de ICOs oportunistas, o investimento em criptomoedas em 2018 é mais arriscado do que nunca.

Fonte: news.bitcoin


COMENTÁRIOS