Atualização da rede Monero (XMR) em meio à repressão do banco canadense

05/04/2018


A próxima versão v0.12.0.0 “Lithium Luna” do software GUI Monero está agendada para amanhã, 6 de abril. A atualização terá duas grandes mudanças: o aumento do tamanho mínimo de assinatura do anel e uma mudança no algoritmo para evitar ataques DoS por ASICs. Uma série de melhorias importantes na Monero, bem como um grande conjunto de correções de bugs, também serão atendidas nesta versão do software, como afirma a Monero.

Atualmente a Monero é a 10ª maior moeda digital por capitalização de mercado com um marketcap de aproximadamente US $2,7 bilhões e é negociada a um preço de US $170.

Junto com essa notícia existe uma restrição de um banco canadense. O Banco de Montreal declarou que não permitiria mais que os consumidores comprassem moedas digitais usando cartões de débito. Um porta-voz do banco confirmou a proibição afirmando o mesmo.

Isso pode levar os comerciantes a perder a esperança e afetar negativamente o mercado virtual. Há rumores de que a declaração do porta-voz começou a girar no Reddit com fotos e um suposto e-mail enviado aos funcionários do banco declarando a decisão. Dizia que era devido à “natureza volátil” das moedas digitais. Essa decisão supostamente protegerá a segurança do banco e de seus clientes.

Os funcionários do Banco declararam:

“Como uma instituição financeira, temos a obrigação de ajudar na luta contra o crime financeiro e a lavagem de dinheiro. É importante que nos protejamos contra a lavagem de dinheiro e essas moedas virtuais não oferecem transparência suficiente para cumprir nossas obrigações. É por isso que temos que descontinuar o comércio de criptomoedas em nossas plataformas.”


COMENTÁRIOS