Banco da Alemanha oferece contas especiais à empresas de criptomoedas

10/07/2018


Nos últimos anos, à medida que as criptomoedas ganharam popularidade, algumas empresas, como as de câmbio e de corretagem, que lidam com moedas digitais, tiveram problemas com seus provedores bancários. Os bancos e outros serviços de gestão financeira encerraram suas parcerias com empresas de criptomoedas e fecharam contas comerciais, tornando muito difícil para as empresas de blockchain estabelecerem parceiros bancários confiáveis. Agora, a empresa de tecnologia financeira alemã, Solarisbank, planeja oferecer um serviço chamado "Blockchain Factory". As empresas que lidam com criptomoedas terão agora um sólido colega bancário que entende a tecnologia.

“A Blockchain Factory será usada pelo Solarisbank para oferecer serviços bancários a empresas cujo negócio é direta ou indiretamente baseado em criptomoedas e tecnologia blockchain - um exemplo desses serviços é a 'Conta da Blockchain Company' para o negócio bancário de empresas de blockchain ”, explica o Solarisbank.

“Além disso, serviços para mercados globais de criptomoedas serão disponibilizados para facilitar a compra e venda de moedas fiduciárias; como o Solarisbank 'Automated Trust Account', uma conta de depósito automatizada para mercados de criptomoedas.”

O Solarisbank se saiu bem desde o início do banco em março de 2016, e entrou em parceria estratégica com a Mastercard no mês de outubro seguinte, com planos para construir novos módulos bancários. Em março passado, o Solarisbank levantou US $70 milhões em uma rodada de financiamento da Série B de empresas como ABN Amro, SBI Group, Visa, BBVA e Lakestar.

"Há uma grande demanda do mundo blockchain por um parceiro licenciado que forma a ponte tecnológica e regulatória para o setor bancário tradicional - como uma empresa de tecnologia com uma licença bancária, somos o parceiro natural", disse Roland Folz, CEO do Solarisbank.

Um futuro híbrido

A empresa de tecnologia financeira iniciou sua primeira parceria com outra empresa chamada VPE Bank e os dois têm planos para fornecer criptomoedas a traders institucionais . Além disso, a empresa estabelecerá parcerias com empresas de criptomoedas que lidam com cartões bancários e de débito dentro de seu modelo de negócios. “O mundo fiduciário não está prestes a se dissolver. Estamos caminhando para um futuro híbrido, no qual o mundo blockchain ainda tem que se provar”, explica o CTO do Solarisbank, Peter Grosskopf.

“No entanto, vemos o poder disruptivo desses modelos de negócios e queremos ajudar a moldar o futuro dessa indústria.”

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.


COMENTÁRIOS