Bitcoin pode ser um “ativo em potencial” para os bancos centrais, diz Bill Miller, bilionário de Wall Street

30/07/2018


Bill Miller, um investidor bilionário, afirmou que o Bitcoin é a criptomoeda que tem mais probabilidade de ser bem sucedida. Ele também falou sobre as estratégias para avaliar o valor da criptomoeda.

Miller, que é descrito como um "observador do Bitcoin", deu uma entrevista para a Bloomberg no início da semana passada. Ele comentou sobre suas participações em Bitcoin, afirmando:

"Eu tenho Bitcoin em uma parceria e também tenho uma posição bastante significativa individualmente com um custo médio de US $300 em Bitcoin."

Ele passou a chamar de "interessante experimento tecnológico". Notavelmente, o bilionário administrou um fundo fiduciário em Wall Street chamado Legg Mason Value Trust Fund. Sob sua gestão, o fundo "bateu o mercado" de 1991 a 2005, demonstrando 15 anos de retorno maior do que o índice S&P 500. Ele entrou no mercado de criptomoedas em 2014 ou 2015, onde o custo médio da moeda era cerca de US $350. Sobre o Bitcoin, o investidor disse:

"Nós não sabemos como ele vai se sair, mas agora é muito menos arriscado do que era quando valia US $100."

Mesmo acreditando que há uma possibilidade da moeda ir para 0, ele afirmou que todos os dias isso não acontece ou a “regulamentação tenta tirá-lo da existência”, e que haverá mais dinheiro fluindo para o mercado.

“… Mais pessoas estão olhando para isso, há apenas 17 milhões de Bitcoin em circulação no mundo. Existem 23 a 25 milhões de milionários no mundo. Se cada milionário dissesse que eu quero um Bitcoin, o preço não seria linearmente maior.”

O mercado de criptomoedas é extremamente fragmentado, com Miller citando o número de tokens por volta de 1600. Ele fez uma declaração abrangente a respeito dessas "altcoins", dizendo que "a maioria delas é provavelmente inútil". Ele disse:

“O Bitcoin é o mais estável, tem a maior probabilidade de ser bem sucedido. Há outras que as pessoas gostam, mas o Bitcoin é o que eu estou realmente focado.”

Medindo com precisão o valor da moeda, Miller aceitou que havia várias maneiras diferentes de fazê-lo. Ele falou longamente sobre seu método de avaliação, citando um artigo publicado em seu site. O artigo em questão declara:

“Achamos que o Bitcoin poderia ter uma valorização enorme se fosse compreendido, mas reconhecemos que numerosos obstáculos significam que é mais provável que o experimento falhe. Ainda assim, é importante pensar em como o Bitcoin poderia ser valioso se a adoção continuar a crescer e a moeda prosperar. O maior sonho para o Bitcoin seria conseguir o status de reserva de valor do ouro.”

Miller manteve esse estilo de pensamento quando disse:

"Neste ponto, a melhor maneira de pensar sobre o Bitcoin é como um ativo não correlacionado mais semelhante ao ouro, exceto pelo fato de ser muito mais facilmente transportável do que o ouro, ele pode realmente ser usado para comprar coisas."

Ele colocou uma questão sobre qual porcentagem do mercado de ouro o Bitcoin poderia capturar. Ele até disse que o mercado de ouro é um dos muitos casos de uso para a moeda, afirmando que seu status como um sistema de pagamento ou uma moeda viável não é real "ainda". Ele até previu o futuro da adoção da moeda, dizendo:

“Se se tornar muito mais valioso, então é provável que vários bancos centrais comecem a pensar nisso como outro ativo potencial, assim como eles detêm ouro. Isso abriria o mercado de forma extremamente significativa.”

Miller ofereceu dicas aos investidores para entrar no mercado através de um fundo. A chave para investir no Bitcoin é o “posicionamento e dimensionamento adequado da carteira”, disse ele. Além disso, deve-se verificar se a moeda é um investimento viável e que vale a pena.

“Conseguimos na posição de parceria em torno de 5%. A ideia é que é improvável que caia mais de 50-60% ao ano, o que nos custará 2,5% na parceria. Isso é uma perda razoável.”

Curiosamente, o leão de Wall Street disse em janeiro que ele dividiu a maior parte de seu investimento em Bitcoin em um fundo separado. Ele transferiu 90% dos Bitcoins de seu principal fundo para um fundo separado, mantendo o fundo principal com uma ponderação de 10% em Bitcoin e Bitcoin Cash. Em seu investimento, ele disse:

“Eu coloquei cerca de 1% do meu patrimônio líquido em Bitcoin. É muito raro que você possa comprar algo com 1% dos seus ativos e que possa se tornar 10, 20 ou 50% em alguns anos.”

Ele comparou a moeda a um “bilhete de loteria”, concedendo-lhe uma analogia de um “bilhete de loteria de expectativa positiva”.

 

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

fonte: ambcrypto


COMENTÁRIOS