Líderes financeiros do G20 pedem aos reguladores globais por padrões para as criptomoedas

10/06/2019


Os Ministros das Finanças do G20 e os Bancos Centrais pediram ao Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) e às organizações globais por definição de padrões que monitorem os riscos em torno das criptomoedas. O pedido foi feito em um comunicado conjunto publicado no site do Ministério das Finanças do Japão em 9 de Junho, seguindo a reunião do G20 realizada em Fukuoka, Japão.

Os líderes que assinaram o documento declaram que insistem que as instituições relevantes considerem mais as criptomoedas e considerarem ações apropriadas:

"Pedimos ao FSB e aos órgãos de definição de padrões para monitorar os riscos e considerar o trabalho em respostas multilaterais adicionais, conforme necessário."

A declaração conjunta também aponta que “inovações tecnológicas, incluindo aquelas baseadas nas criptomoedas, podem trazer benefícios significativos ao sistema financeiro e à economia em geral”. Esta frase também foi incluída no documento divulgado após a cúpula do G20 realizada em julho do ano passado em Buenos Aires. Depois de expressar tal otimismo, os autores do artigo também levantaram preocupações sobre essas tecnologias:

“Enquanto as criptomoedas não representam uma ameaça para a estabilidade financeira global neste momento, nós permanecemos vigilantes nos riscos, inclusive aqueles relativos a consumo e proteção dos investidores, anti-lavagem de dinheiro (AML) e combate ao financiamento do terrorismo (CFT).”

A mais recente declaração observa que as partes envolvidas aguardam com expectativa a adoção da Nota Interpretativa do Grupo de Ação Financeira (FATF) e orientação sobre as criptomoedas no plenário (do FATF) no final deste mês. Os líderes também afirmam que reafirmam seu compromisso para aplicar as normas do FAFT recentemente alteradas para as criptomoedas.

O documento também afirma que os Ministros das Finanças e os Bancos Centrais saúdam o trabalho relativo às criptomoedas realizado por órgãos reguladores internacionais, a Organização Internacional das Comissões de Valores Mobiliários e o FSB.

 

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: cointelegraph


COMENTÁRIOS