Rival da Tesla promete lançar um carro que minera criptomoedas

14/06/2021


Como sabemos, a Tesla passou a não aceitar bitcoins como meio de pagamento para seus veículos e Elon Musk tem uma relação de amor e ódio com as criptomoedas em seu Twitter e uma rival canadense da empresa resolveu tomar uma posição firme e favorável aos criptoativos.

A Daymak, uma empresa com foco em veículos elétricos leves, como por exemplo: patinetes, bicicletas e carros de três rodas, anunciou o Spiritus, um carro elétrico. 

O Daymak Spiritus será o primeiro carro elétrico do mundo a relaizar mineração, de dogecoin a bitcoin, enquanto estiver estacionado. 

De acordo com a empresa, essa estrutura contará com a Nebula Wallet, uma carteira digital de bitcoins, e o Nebula Miner.

Como o nome sugere, essa estrutura permitirá que cada unidade do Spiritus seja um nó na rede Blockchain. Além disso, o modelo será o primeiro que virá de fábrica com hardware de mineração e tecnologia de criptomoeda na interface do usuário. Como o carro promete ser “livre de emissões com recursos de carregamento solar”, na teoria, os Spiritus seriam mineradores ecologicamente corretos.

“Enquanto a maioria dos veículos está depreciando enquanto está estacionado na sua garagem, o Nebula Miner fará você ganhar dinheiro enquanto seu Spiritus estiver estacionado. As aplicações potenciais são ilimitadas”, afirmou Aldo Baiocchi, presidente da Daymak, em um comunicado à imprensa.

O Daymak Spiritus tem previsão de chegada em 2023, porém, a empresa já está aceitando pré-encomendas do modelo. A versão de entrada, o Spiritus Deluxe, custa US$ 19.995 (R$ 101.094) e a top de linha, o Spiritus Ultimate, sai por US$ 149.000 (R$ 753.340). Portanto, a fabricante incentiva que sejam pagos nas criptomoedas Bitcoin, Dogecoin, Ethereum e Cardano.

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

 


COMENTÁRIOS