Tratado de paz coreano registrado no Blockchain da Ethereum para sempre

04/05/2018


Um desenvolvedor sul-coreano fez história em 27 de abril quando decidiu registrar os detalhes do tratado de paz entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul no Blockchain da Ethereum.

Ryu Gi-hyeok criou duas transações ETH com registros em coreano e em inglês da Declaração Panmunjom, que os líderes Moon Jae-in e Kim Jong-un assinaram na Cúpula Intercoreana de 2018.

A natureza imutável e pública do Blockchain da Ethereum significa que ambos os textos permanecerão permanentemente acessíveis por qualquer pessoa.

Entre os conteúdos do altamente significativo tratado de paz está a promessa de que “a Coreia do Sul e a Coreia do Norte farão esforços conjuntos para aliviar a tensão militar aguda e praticamente eliminar o perigo de guerra na península coreana”.

65 anos após o armistício original de 1953, quando a península coreana se tornou dois estados distintos, muitos veem o movimento como um passo internacionalmente patrocinado para redefinir o status quo.

Outra seção do tratado, como ele aparece na Ethereum, diz:

“Durante este ano, que marca o 65º aniversário do Armistício, a Coreia do Norte e a Coreia do Sul concordaram em buscar ativamente reuniões trilaterais envolvendo as duas Coreias e os Estados Unidos, ou reuniões quadrilaterais envolvendo as duas Coreias, os Estados Unidos e a China com a intenção de declarar o fim da guerra e o estabelecimento de um regime de paz permanente e sólido.”

Esta não é a primeira vez que o Blockchain foi usado para contornar a censura política em potencial. Na China, ativistas estudantis protestando como parte do movimento MeToo se voltaram para a tecnologia no mês passado para compartilhar informações que as autoridades exigiam que não fosse feito.


COMENTÁRIOS