Austrália pode ter primeira fazenda de mineração de Bitcoin movida a energia solar

09/08/2018


Um operador de data center australiano e sua subsidiária de criptomoedas estão desenvolvendo o que eles descrevem como o primeiro centro de dados movido a energia renovável da Austrália .

Situado na cidade de Collie, há uns 200 km ao sul de Perth, a nova unidade está sendo desenvolvida pelo operador de centro de dados DC Two e sua subsidiária D Coin. A unidade será alimentada por uma fazenda solar construída por uma empresa chamada Hadouken, relata a IT Brief.

Com o objetivo principal de taxas competitivas de energia através de fontes principalmente renováveis, a empresa afirma que oferecerá o data center de menor custo e maior densidade da Austrália . O centro de dados oferecerá, de forma notável, zonas específicas customizadas para hospedar operações de mineração de criptomoedas .

"Ao fornecer opções personalizadas de hospedagem de baixo custo, projetadas especificamente para criptomoedas e mineração de Bitcoin a taxas globalmente competitivas, a DC Two & D Coin conseguiu atrair o interesse da comunidade local e internacional de mineração de criptomedas ", disse a empresa.

Os primeiros estágios do data center e da usina solar terão uma fonte de energia esperada de até 4 megawatts e serão formados no início de 2019. Nesse estágio, as duas instalações devem atender a 256 racks IT em que cada rack é capaz de fornecer até 30 kw de carga de IT.

Através de sua subsidiária de hospedagem de mineração de criptomoedas , a D Coin, a DC Two enfatizou sua intenção de atender às operações de mineração de criptomoedas .

“Na configuração completa da mineração de criptomoedas , usando a disponibilidade inicial de energia de 4MW, o data center poderia minerar cerca de 650 Bitcoins por ano, no valor de cerca de US $6 milhões, com base nas atuais taxas de mineração e câmbio.”

O empreendimento é a segunda instância de um proposto centro de dados “behind-the- grid” na Austrália , ambos tomando forma este ano. Em maio, a empresa de blockchain IoT Group, sediada em Sidney - uma empresa listada na Australian Securities Exchange (ASX) - anunciou um acordo condicional com o gigante vendedor de hardwares de mineração de Bitcoin , Bitfury, para iniciar uma operação de mineração de criptomoedas .

Os termos condicionais, especificamente, referem-se a um centro de mineração construído dentro de uma usina de carvão desativada - a usina de energia de Redbank em Hunter Valley, New South Wales. O negócio de AUD $190 milhões depende da aquisição bem-sucedida da usina.

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: CCN


COMENTÁRIOS