Baidu, gigante de tecnologia chinesa, pronta para lançar programa de recompensas para o Totem

09/07/2018


A Baidu, uma gigante de tecnologia, está pronta para lançar um programa de recompensas para o seu projeto blockchain 'Totem'. A empresa está pronta para revelar o programa, bem como o layout blockchain em uma conferência de tecnologia blockchain em 18 de julho de 2018.

O Totem funciona utilizando a tecnologia blockchain existente para lidar com a propriedade intelectual das imagens. A empresa pretende tornar a posse de imagens e a prevenção do plágio muito mais fácil através da implementação deste sistema. O site afirma:

“As informações de direitos autorais do trabalho são gravadas permanentemente no blockchain. Com base na credibilidade e incompreensibilidade do blockchain, combinado com a tecnologia líder de inteligência artificial da Baidu, a disseminação do trabalho pode ser rastreada, reimpressa, monitorável e alterada os direitos autorais das imagens tradicionais.”

O Totem usa a tecnologia blockchain para trazer mais transparência para os usuários, de modo que adquirir direitos de imagem e licenciá-los se torne muito mais simples. A plataforma utilizará a tecnologia de Inteligência Artificial desenvolvida pela Baidu para monitorar quaisquer violações ou infrações na Internet.

O site oficial dá uma descrição afirmando que:

“O Totem realiza monitoramento de violação de rede de obras originais, produz rapidamente relatórios de dados visuais e confia aos advogados para iniciarem proteção de direitos online.”

O sistema de recompensas Totem funciona como um mecanismo de incentivo na plataforma e pode executar funções como uploads de usuários. Há planos para expandir seus recursos no futuro, adicionando recursos de transação de imagem e funções semelhantes. Fotógrafos, designers e outros autores são encorajados a enviar uma inscrição online. Uma vez que suas identidades são verificadas, os autores podem fazer upload de seus trabalhos para o blockchain do Totem.

A ideia de gerenciamento de direitos de propriedade intelectual usando a tecnologia blockchain é algo que já está sendo trabalhado há algum tempo, com vários outros projetos. Em janeiro de 2018, a Kodak anunciou o lançamento de uma plataforma blockchain chamada KODAKOne.

A plataforma que tem uma estrutura semelhante à do Totem permite que os fotógrafos façam upload de suas imagens na plataforma. Juntamente com a plataforma, a empresa também lançou sua própria criptomoeda chamada KODAKCoin. O fotógrafo pode então licenciar suas imagens na plataforma.

O post do blog oficial da KodakOne afirma:

“Acreditamos que a tecnologia blockchain é a maneira ideal para fotógrafos e agências armazenarem seus recursos de imagem e metadados associados de forma a rastrear a propriedade, direitos e transações de licença, independentemente de onde essas imagens são usadas e por quem.”

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: ambcrypto


COMENTÁRIOS