Banco na Argentina lança serviços de liquidação em Bitcoin

24/05/2018


Na segunda-feira, 21 de maio, a exchange latino-americana Bitex e o pequeno Banco Masventas anunciaram uma parceria que fornecerá ao banco um novo serviço de liquidação de criptomoedas aos seus clientes. O banco tem sido uma entidade financeira localizada no coração da Argentina há anos oferecendo soluções bancárias para indivíduos e empresas, principalmente nas províncias de Salta. De acordo com o anúncio do Banco Masventas no Facebook e Medium, este será o primeiro banco a oferecer serviços de liquidação usando Bitcoin.

“O serviço permite reduzir custos associados a transferências internacionais, pois não há bancos internacionais como intermediários”, explica o anúncio da Bitex e do Banco Masventas.

“Nossa solução de logística de fundos permite reduzir os tempos de liquidação e enviar ou receber transferências em até 24 horas.”

Argentina está cada dia mais amigável às criptomoedas

Se um cliente do Banco Masventas quiser utilizar o serviço de liquidação em Bitcoin, um representante da conta ajudará a facilitar a transação, explica o banco. A instituição financeira também detalha que, se um indivíduo for um correntista, é provável que ele já esteja qualificado para usar o serviço de pagamento em Bitcoin. O anúncio do banco revela que a comissão de transferência internacional para a liquidação em Bitcoin é de 3,00% + VAT.

Os funcionários do governo argentino estão muito amigáveis às criptomoedas populares, como o Bitcoin, ao contrário dos países vizinhos, como o Equador. Recentemente, o Banco Central da República Argentina (BCRA) permitiu a instalação de caixas eletrônicos Bitcoin (BTMs) no país e os moradores perceberão um influxo de BTMs este ano. Ainda em dezembro do ano passado, Tim Draper disse ao presidente argentino, Mauricio Marci, que ele deveria investir em criptomoedas. Os proponentes de ativos digitais acham que o banco argentino Masventas, que está criando serviços de criptomoedas, fará com que outros bancos latino-americanos sigam o exemplo da empresa.

Fonte: news.bitcoin


COMENTÁRIOS