Coinbase adquire empresas de investimento para oferecer valores mobiliários regulamentados em criptomoedas

08/06/2018


Uma das maiores empresas de criptomoedas do mundo, a Coinbase, implementou um plano para listar valores mobiliários em criptomoedas, anunciou a empresa na quarta- feira. O Presidente e COO, Asiff Hirji, escreveu:

“Hoje, estamos anunciando que a Coinbase está no caminho certo para operar um broker regulamentado, aguardando a aprovação das autoridades federais. Se aprovado, a Coinbase em breve será capaz de oferecer valores mobiliários baseados em blockchain, sob a supervisão da Securities and Exchange Commission (SEC) e da Autoridade Reguladora da Indústria Financeira (Finra).”

Com presença em 32 países, a empresa de criptomoedas de São Francisco negociou US $150 bilhões em ativos e afirma ter mais de 20 milhões de clientes.

Nos EUA, os tokens de criptomoedas exibindo as características de valores mobiliários estão sujeitos à supervisão da SEC. Asiff Hirji explicou que tornar-se uma corretora regulamentada para a empresa é “possível graças à nossa aquisição de uma licença de corretora (B-D), uma licença de sistema de comércio alternativo (ATS) e uma licença de consultor de investimento (RIA)”, acrescentando:

“Se aprovadas, essas licenças colocarão a Coinbase a um passo para oferecer serviços futuros que incluem negociação de valores mobiliários em criptomoedas, negociação de margin e mercado de balcão (OTC) e novos produtos de dados do mercado.”

A empresa espera garantir essas licenças por meio da aquisição de três empresas reguladas pelo governo federal: a Keystone Capital Corp, a Venovate Marketplace Inc e a Digital Wealth LLC. Todas elas estão registradas na Finra.

A Keystone Capital está registrada na Finra com licenças para operar um sistema de trading alternativo (ATS) e como consultor de investimento registrado. Uma aprovação regulamentar é necessária para que a Coinbase opere sob as licenças da Keystone, explicou o jornal de Wall Street, acrescentando que "a Coinbase está essencialmente comprando a Keystone por causa das suas licenças".

De acordo com Asiff Hirji, a empresa "está confiante de que obterá essas aprovações", após o que levaria vários meses para integrar as operações da Keystone, acrescentando:

“A compra da Keystone também levanta a perspectiva de que a Coinbase poderia, mais adiante, expandir para produtos ligados a ações ou outros valores mobiliários.”

No blog da empresa, o COO escreveu: “Em última análise, podemos imaginar um mundo onde podemos até trabalhar com reguladores para tokenizar os tipos existentes de valores mobiliários, trazendo para esse espaço os benefícios dos mercados baseados em criptomoedas - como negociações 24/7, liquidações em tempo real e cadeia de títulos. ”

Aviso Legal. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: news.bitcoin


COMENTÁRIOS