Empresa de energia da República Tcheca introduz pagamentos com Bitcoin

25/05/2018


A empresa em questão, Pražská Plynárenská, não é nova no conceito de diversificação. É uma das principais fornecedoras de gás natural da República Tcheca, atendendo 420.000 residências e empresas. A empresa também é uma empresa de eletricidade e aquecimento que instala sistemas fotovoltaicos e caldeiras a gás, segundo seu site. De acordo com a Bloomberg, a Pražská Plynárenská está envolvida na montagem e manutenção de equipamentos de telecomunicações, na manutenção de veículos motorizados e em muitos outros empreendimentos comerciais, incluindo serviços de TI. O mais recente projeto – pagamentos em Bitcoin.

“Em junho, estamos abrindo um gateway de pagamento, que transfere automaticamente nossos pagamentos de Bitcoin para moeda normal, para que não tenhamos que especular com a criptomoeda. Mas se alguém quiser pagar de forma alternativa, queremos permitir que eles façam isso”, disse Pavel Janeček, diretor executivo da empresa sediada em Praga. De acordo com Hospodářské Noviny, Pražská Plynárenská será pioneira no pagamento com criptomoedas no setor energético do país.

Pavel Janeček também disse que a introdução do Bitcoin como uma opção de pagamento tornará sua empresa mais atraente para a geração mais jovem. Esta é obviamente uma prioridade desde que a gestão também organizou aluguel de carros movidos gás natural especialmente para vloggers do Youtube. “Estamos tentando alcançar os clientes jovens”, ele reiterou, aqueles que compram tudo com seus telefones celulares.

Pagamentos com criptomoedas em ascensão na República Tcheca

Um número crescente de empresas tchecas estão se voltando para as criptomoedas como uma opção de pagamento alternativa e moderna. Embora para algumas empresas isso possa ser apenas uma jogada de marketing, com poucos de seus clientes pagando em criptomoedas e os comerciantes imediatamente convertendo as moedas em fiat, outros são mais sérios sobre as criptomoedas.

No ano passado, a maior varejista online do país, a Alza.cz, começou a aceitar o Bitcoin em sua plataforma. De acordo com Jan Sadílek, diretor de marketing digital da Alza.cz, o número de pedidos e o volume de criptomoedas aumentaram significativamente nos últimos meses. Os clientes estão pagando com criptomoedas por uma variedade de produtos, incluindo a popular carteira Trezor, oferecida pela Satoshilabs, com sede na República Tcheca. Desde fevereiro deste ano, a Alza também aceita Litecoin, elogiada por transações mais rápidas e taxas mais baixas.

Outros exemplos incluem várias lojas do metrô e o café Paralelní Polis em Praga, que é popular entre os membros da comunidade de criptomoedas tcheca. De acordo com a imprensa local, eles na verdade estão aceitando apenas criptomoedas para o café.

Por outro lado, vários bancos têm tentado bloquear transações relacionadas às criptomoedas de empresas tchecas. Um deles, Mbank, explicou suas políticas restritivas com um argumento frequentemente usado por instituições financeiras tradicionais em todo o mundo - preocupações com a lavagem de dinheiro. Outros, como o banco Komerční, impuseram controles rígidos sobre operações associadas às criptomoedas. O Raiffeisenbank alertou seus clientes de que transações com criptomoedas como o Bitcoin não são seguras.

No entanto, uma pesquisa realizada no início deste ano indicou que a popularidade das moedas digitais está crescendo na República Tcheca agora, enquanto a moeda fiat local koruna está oscilando novamente. Os tchecos estão mais inclinados a acumular valor em criptomoedas do que em euros, de acordo com uma pesquisa de fevereiro da Ipsos com 525 pessoas. Quando perguntados sobre suas intenções de adquirir dinheiro estrangeiro, o dobro de entrevistados disseram que estavam interessados em comprar Bitcoins em vez de comprar dólares americanos.

Fonte: news.bitcoin


COMENTÁRIOS