Futuros de Ethereum no mercado de derivativos

05/06/2018


A Ethereum cresceu rapidamente nos últimos meses com um crescente volume de transações e capitalização de mercado. Em 15 de janeiro de 2018, a capitalização de mercado da Ethereum estava em alta, com US $134 bilhões, tornando-se a segunda maior criptomoeda.

A Ethereum é uma plataforma forte na qual se pode construir o próprio produto de criptomoeda. O padrão de token ERC20 entrou em destaque no momento em que a regulamentação era necessária por motivos de segurança. Atualmente, existem 88.843 contratos de token ERC20 (etherscan), o que significa que todos esses tokens de diferentes tipos normalmente funcionarão da mesma forma em qualquer lugar dentro do sistema Ethereum. Coletivamente, Ethereum pode ser denominado como a espinha dorsal do mercado de altcoin crescente.

A Unocoin, empresa líder em Bitcoins da Índia, recentemente escreveu os atributos do futuro da Ethereum. Ele afirmou que o próximo passo mais natural é que a Ethereum entre no mercado de derivativos de futuros após a entrada do Bitcoin no mesmo. O Bitcoin entrou no mercado de contratos em dezembro de 2017. Ele negocia milhares de vezes por dia, representando dezenas de milhões de dólares da moeda digital.

O Bitcoin tem o potencial de se abrir para um novo mundo de investidores, na perspectiva da variedade institucional, que tende a ter bolsos extensos. E o Ether, que está ligado à sua blockchain Ethereum, é um negócio que também tem a perspectiva de ser introduzido em derivativos, já que pode ser um sinal para alcançar os cantos mais profissionais de Wall Street.

O Chicago Board Options Exchange (CBOE) agora tem a infraestrutura para adicionar os futuros de Ethereum, já que a Gemini (parceira do CBOE em futuros de criptomoedas) forneceu o comércio de Ethereum desde pelo menos 2016.

Comentando sobre a criptomoeda entrando no mercado de derivativos, John Deters, diretor de estratégia do CBOE disse:

"Nós realmente chegamos à conclusão de que as criptomoedas estão aqui para ficar".

O artigo da Unocoin também menciona como o preço da Ethereum terá impacto sempre que decidir fazer parte da CME e da CBOE. O preço de pico do Bitcoin coincidiu com a sua introdução no mercado de contratos na CME. Este boom foi resultado dos investidores otimistas e também viu uma queda subsequente.

De acordo com o artigo da Unocoin:

“Os preços podem disparar. Quando a Ethereum se tornar parte do CME e CBOE, há uma grande chance de ver um ganho de preço de 50% em relação aos níveis atuais. Para o Bitcoin, o salto foi de cerca de 57% antes do anúncio da CBOE.”

Fonte: ambcrypto


COMENTÁRIOS