Nova compra da Bitmain pode elevar seu valor para US $12 bilhões

23/08/2019


A gigante de mineração Bitmain aumentará sua capacidade em 50% nos próximos seis meses, graças a uma encomenda gigante de hardware, disse uma fonte próxima ao acordo.

Conforme relatado pela rede chinesa de mídia social WeChat em 23 de agosto, a Bitmain, que assistiu a uma dramática reversão de fortunas em 2019, agora vai comprar 600 mil chips de mineração.

De acordo com uma fonte próxima ao fabricante de chips de Taiwan processando o pedido, os chips serão da mais recente variedade de 7nm, cuja taxa de hash será de 50 tera hashes por segundo. 

"Com base nesse cálculo, depois de meio ano, o poder de computação da rede total da Bitmain aumentará em cerca de 50%", observa a publicação, acrescentando que a avaliação da Bitmain chegará a US $12 bilhões.

Em julho, a empresa e concorrente Canaan Creative vendeu 5.000 plataformas de mineração de circuito integrado específicas para aplicações, ou ASICs, para a operadora alemã Northern Bitcoin.

O aumento na lucratividade da mineração de Bitcoin este ano melhorou as perspectivas para operadores como a Bitmain. No final de 2018, a pressão era visível, com a empresa fechando operações e demitindo funcionários em alguns países.

O impacto do bear market anterior do Bitcoin continua, com a Bitmain reportando perdas de US $625 milhões para janeiro e fevereiro. 

Planos renovados para realizar uma oferta pública inicial - ou IPO - nos Estados Unidos poderiam, entretanto, vir a ser concretizados antes do início de 2020.

Além disso, a Blockstream, empresa de tecnologia blockchain, anunciou detalhes de seus serviços de mineração de Bitcoin. Em um post no blog em 8 de agosto, a empresa revelou dois grandes data centers para serviços de classe corporativa.

As instalações fornecem uma solução completa de locação de equipamentos de mineração dos clientes, cobrindo a entrega ao data center, instalação e manutenção. As plataformas de mineração são gerenciadas remotamente pelo cliente, oferecendo análises e controle em tempo real sobre a operação de cada dispositivo.

 

Atualmente, o serviço é voltado para clientes corporativos e institucionais, e a Fidelity foi revelada como um dos primeiros clientes.

 

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: cointelegraph


COMENTÁRIOS