Fidelity, gestora de US $2.46 trilhões em ativos, possuí centenas de executivos entusiastas do Bitcoin

29/03/2019


De acordo com Ari Paul, um proeminente investidor do mercado de criptomoedas e co-fundador da BlockTower Capital, a Fidelity tem centenas de defensores no nível executivo apaixonados no Bitcoin.

A Fidelity, um dos maiores gestores de ativos do mundo, com mais de US $2,46 trilhões em ativos sob gestão, fez uma entrada específica no setor de criptomoedas e está pronta para lançar um serviço de custódia de criptomoedas no curto prazo.

Em janeiro, a empresa disse em um comunicado oficial:

“Atualmente, estamos atendendo a um seleto conjunto de clientes elegíveis à medida que continuamos a criar nossas soluções iniciais. Nos próximos meses, nos envolveremos e priorizaremos os possíveis clientes com base nas necessidades, jurisdição e outros fatores.”

O envolvimento de grandes instituições financeiras no mercado de criptomoedas como Fidelity, ICE e Nasdaq em meio a um mercado de baixa de 15 meses sugere que o interesse dos investidores do mercado financeiro tradicional ainda permanece relativamente alto.

Desde meados de 2017, os executivos da Fidelity expressaram sua vontade de estudar e aprender sobre criptomoedas e suas tecnologias subjacentes.

Em julho de 2017, Hadley Stern, da Fidelity, disse à Fortune que a empresa vinha minerando Bitcoin e Ethereum para entender os mecanismos por trás da rede, o consenso e os níveis de dificuldade.

Ao longo do último ano e meio, a Fidelity continuou a trabalhar no sentido de compreender a classe de ativos com a intenção de fornecer uma infraestrutura para apoiar os investidores no mercado de criptomoedas.

Na quarta-feira, Paul disse que o entusiasmo em relação às criptomoedas ocorre em toda a empresa, em todos os níveis da empresa, gerando otimismo em relação à taxa de institucionalização do mercado de criptomoedas.

Paul declarou:

“A cultura das criptomoedas da Fidelity é louca. Literalmente centenas de defensores apaixonados em todos os níveis de antiguidade da empresa. Eles têm mais pessoas trabalhando em criptomoedas do que os 5 maiores fundos de criptomoedas juntos.

A abordagem deles em relação à custódia de uma perspectiva de segurança é muito impressionante. Não há muitos grupos ativamente mitigando coisas como o risco da cadeia de fornecimento HSM.”

Nesta fase do mercado de criptomoedas em que alguns investidores poderiam duvidar da capacidade de sobrevivência a longo prazo da classe de ativos, a demonstração de confiança pelas empresas na escala da Fidelity e da ICE é crucial para provar que a própria classe de ativos não é uma moda.

Como disse Jeff Sprecher, presidente da Bolsa de Valores de Nova York em novembro do ano passado, as criptomoedas sobreviverão e o Bitcoin, em particular, mostrou que pode suportar mercados de baixa duradoura nos últimos 10 anos.

“De alguma forma, o Bitcoin viveu em um pântano e sobreviveu. Existem milhares de outros tokens que você poderia argumentar serem melhores, mas ainda assim o Bitcoin continua a sobreviver, prosperar e atrair atenção.”

Relatórios anteriores sugeriram que a Fidelity está desacelerando o processo de oferecer serviços de custódia cripto ao público e não tem pressa em fazê-lo.

Falando ao The Block em março, o diretor da Fidelity Digital Asset, Tom Jessop, disse que 20% das instituições pesquisadas pela Fidelity disseram que planejam expandir seus investimentos no mercado de criptomoedas.

“Acabamos de concluir uma pesquisa com cerca de 450 instituições, então tudo, desde family offices a consultores de investimentos registrados para hedge funds. É interessante, acho que cerca de 20% indicaram que atualmente alocam em ativos digitais com a intenção de crescer esse número.”

Instituições financeiras, especialmente corporações multibilionárias, não se movem agressivamente para mercados não regulamentados, a menos que vejam uma demanda significativa ou uma vantagem de pioneirismo.

Os esforços da Fidelity e de outras grandes empresas indicam que eles atualmente veem uma demanda esmagadora das instituições ou veem a classe de ativos crescendo exponencialmente nas próximas décadas.

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: ccn


COMENTÁRIOS