Carteira de segunda geração da Lightning Network e primeiro ATM de Bitcoin no Aeroporto de Miami

21/10/2019


O desenvolvedor de implementação da Lightning Network (LN) francesa, ACINQ, apresentou sua carteira de segunda geração da Lightning Network, a Phoenix. Um vídeo que acompanha a publicação demonstra várias funções da carteira.

 

Da configuração aos recebimentos e pagamentos em menos de um minuto

Em uma nova instalação do aplicativo de carteira em um dispositivo Android, a configuração de uma nova carteira está a um clique de distância. Embora a nova carteira não tenha canais abertos, ela ainda pode fazer uma fatura e receber fundos.

Após o recebimento de uma transação, o aplicativo oferece a configuração de um canal de pagamento on-the-fly por uma taxa definida. O usuário pode aceitar a taxa, evitando problemas de liquidez no recebimento ou recusar o pagamento.

Com fundos na carteira, os pagamentos na Lightning Network podem ser feitos digitalizando códigos QR. Para fazer backup da carteira, ela simplesmente gera um código de 12 palavras, que restaurará a carteira em outro dispositivo. A única coisa perdida no processo é o histórico de transações.

Enquanto isso, a ACINQ ainda pretende continuar desenvolvendo sua carteira LN original, Eclair, para usuários avançados. 

No início deste mês, a empresa anunciou que havia conseguido US $8 milhões em financiamento de parceiros, incluindo um banco estatal francês.

 

Aeroporto Internacional de Miami recebe seu primeiro caixa eletrônico Bitcoin

A Bitstop, empresa de caixas eletrônicos de Bitcoin, instalou uma de suas máquinas no Aeroporto Internacional de Miami, anunciando as notícias em um comunicado à imprensa publicado esta semana.

A empresa afirma que a localização é estratégica para a máquina, já que o aeroporto de Miami é o terceiro mais movimentado dos Estados Unidos no tráfego internacional de passageiros. O Aeroporto Internacional de Miami também é "o maior gateway entre os EUA e a América Latina e é um dos maiores centros de companhias aéreas dos Estados Unidos", observa o anúncio. 

O cofundador e diretor de estratégia da Bitstop, Doug Carrillo, explica que o Bitcoin está se mostrando útil aos viajantes. Ele disse:

“Mais e mais pessoas preferem viajar com Bitcoin em vez de dinheiro por conveniência e segurança. O Aeroporto Internacional de Miami é o local perfeito para nossos clientes trocarem seus dólares convenientemente por Bitcoin e vice-versa quando viajam no país ou no exterior.”

Por fim, a Bitstop observa que esta é sua 130ª máquina nos EUA e o objetivo é alcançar 500 caixas eletrônicos de Bitcoin instalados pela empresa em todo o mundo até o final de 2020. 

Até o momento, existem 5.756 dessas máquinas espalhadas pelo mundo.

 

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: cointelegraph


COMENTÁRIOS