Ethereum tem grande potencial, diz o bilionário Eric Schmidt, ex-CEO do Google

08/11/2018


 

O bilionário Eric Schmidt, ex-presidente do Google, é um entusiasta do Bitcoin e do blockchain e disse que a Ethereum poderia ser uma "plataforma poderosa" cujo potencial inexplorado está fora dos gráficos.

Eric fez as declarações durante um evento ao vivo com o economista Tyler Cowen, apresentado pela Village Global em San Francisco.

Na ampla conversa, ele discutiu o futuro da tecnologia, a reforma da governança corporativa, as práticas de contratação do Google e a bifurcação da internet.

Quando perguntado se ele achava que o blockchain era superestimado ou subestimado, ele deu uma resposta composta.

“No formato público, superestimado. Em seu uso técnico, subestimado. Hoje, o blockchain é uma ótima plataforma para Bitcoins e outras moedas. E é uma ótima plataforma para transações bancárias privadas em que as pessoas não confiam umas nas outras.”

Ele acredita que desenvolvimentos interessantes estão ocorrendo com a Ethereum que poderia revolucionar os negócios e a sociedade.

"Acho que as coisas mais interessantes que estão acontecendo são o começo da execução no topo do blockchain - o exemplo mais óbvio é a capacidade da Ethereum. E se a Ethereum conseguir descobrir uma maneira de fazer a sincronização global dessa atividade, essa é uma plataforma bastante poderosa. Isso é realmente uma nova invenção.”

Essa é uma avaliação otimista que o co-fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, sem dúvida, compartilha.

Eric Schmidt em 2014: O Bitcoin é um avanço incrível

Curiosamente, Eric Schmidt foi uma pessoa que cedo acreditou no Bitcoin. Em 2014, ele elogiou a então obscura criptomoeda como um avanço tecnológico único com enorme potencial.

"O Bitcoin é uma conquista notável da criptografia. A capacidade de criar algo que não é duplicável no mundo digital tem um enorme valor. A arquitetura do Bitcoin - literalmente a capacidade de ter esses livros que não podem ser replicados - é um avanço incrível. Muitas pessoas vão construir negócios com esta base.”

Eric Schmidt foi apresentado pela primeira vez ao Bitcoin em 2011 pelo fundador do Wikileaks, Julian Assange. "Você deve ser um dos primeiros a adotar, porque seus Bitcoins valerão muito dinheiro um dia", disse Julian a Eric Schmidt.

Eric Shmidt - cujo patrimônio é de US $13,4 bilhões - provavelmente não precisou entrar nas criptomoedas pelo dinheiro, mas aparentemente estava intrigado com a nova tecnologia.

Outros executivos do Google que são fãs das criptomoedas incluem Sergey Brin, co-fundador do Google, e Sundar Pichai, CEO da empresa. Ambos os bilionários da tecnologia têm filhos jovens que mineram Ethereum.

Sundar Pichai disse que seu filho de 11 anos de idade minera Ethereum em um computador doméstico que Sundar construiu sozinho. E Sergey Brin disse que minera Ethereum com seu filho.

“Um ano ou dois atrás, meu filho insistiu que precisávamos de um PC para jogos”, contou Sergey Brin. “Eu disse a ele: 'Ok, se conseguirmos um PC para jogos, temos que minerar criptomoedas. Então começamos a minerar Ethereum lá.”

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: ccn


COMENTÁRIOS