Bitcoin pode valer US $20.000 em duas semanas e até US $100.000 este ano

26/06/2019


O preço do Bitcoin pode igualar seu recorde de US $20.000 nas próximas duas semanas - e pode chegar a US $50.000 ou US $100.000 até o final do ano, afirmou Simon Peters, analista da eToro, em 26 de junho.

De acordo com Simon, o Bitcoin levou de 7 a 14 dias dos US $11.800 até alcançar o valor recorde de US $20.000.

Ele alertou que sua previsão de curto prazo se baseia na suposição de que o Bitcoin mantém sua atual trajetória parabólica.

Simon acredita que esse rali é diferente dos anteriores, porque não foi acompanhado por um aumento nas buscas do Google por “comprar Bitcoin” - indicando que o capital que entra no mercado vem de instituições e investidores que anteriormente haviam estacionado seus fundos em moedas estáveis.

No início deste ano, a Fidelity informou que quase metade dos investidores institucionais pesquisados estavam interessados em colocar seu dinheiro em ativos digitais. Parece que esses investidores reconheceram a importância do Bitcoin como uma classe de investimento e não querem perder este rally de preços.

Sobre se o surto é sustentável, Peters acrescentou:

“Com o número de posições vendidas no mercado, é possível ver uma correção muito em breve. Mesmo assim, o Bitcoin continua no caminho certo para fechar a primeira metade do ano com uma nota altamente positiva. Poderíamos ver o Bitcoin atingindo US $50.000 ou até US $100.000 este ano.”

Fazia mais de um ano que o Bitcoin não atingia os US $12.000. Dados do CoinMarketCap também mostram que o Bitcoin superou a dominância de 60% do mercado pela primeira vez desde abril de 2017, com uma capitalização de US $226 bilhões.

Uma comparação recente desenhada pelo relatório SFOX Volatility comparou o rally atual com a bull run de 2017.

O relatório sugeriu que o rally de 2017 foi em grande parte impulsionado pelo 'FOMO' (medo de ficar de fora). Quando o Bitcoin começou a escalada de valorização, a notícia saiu e muitos investidores descobriram ativos digitais pela primeira vez. O rally de 2017 foi promovido principalmente por meio de publicidade e especulação, uma vez que não houve grandes leituras ou dados do passado para sustentar o aumento do preço.

A versão atual, embora parecida, é diferente em alguns aspectos, sendo um deles o Bitcoin ter uma base de usuários maior agora do que em 2017. Embora o FOMO continue sendo um fator importante na elevação do preço, o aumento atual também é apoiado pelo ecossistema, como a entrada de investidores de varejo e grandes instituições financeiras / não financeiras que se juntam ao mercado de criptomoedas.

O projeto do Facebook, Libra, e a busca da Bitmain por um IPO americano validaram o Bitcoin e o resto do mercado de criptomoedas, um luxo não disponível para o mercado de 2017. O rali atual é mais maduro do que o rali de 2017, assim como os fundamentos do mercado atual possuem mais dados.

No entanto, existem algumas semelhanças gritantes nas tendências. Por exemplo, em 2017, a alta de US $9.000 para US $11.000 ocorreu em um período de 7 dias enquanto o impulso atual de cerca de US $8800 para US $11000 foi de 8 dias.

 

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: cointelegraph, ambcrypto


COMENTÁRIOS
Criação