Próxima parada do Bitcoin US $30.000?

03/04/2019


 

Desde fevereiro o Bitcoin vem fazendo topos e fundos ascendentes, dando forma a uma possível retomada da tendência de alta. Ontem, 2 de abril, o mercado conseguiu quebrar a barreira dos US $4.200 numa disparada de 17% de alta no dia, rompendo sua média de 200 dias que estava neste ponto.

Muitos especialistas, como Tom Lee da Fundstrat, Paul A. Taylor da Fabric Foundation, Darren Marble, do CrowdfundX, acreditam que para o Bitcoin romper sua máxima histórica novamente uma das coisas que precisa acontecer é o fluxo de capital institucional em fundos de criptomoedas. E isso está se estruturando cada vez mais através de diversas novas plataformas institucionais como a Bakkt da Intercontinental Exchange (ICE), operadora de 23 das principais bolsas globais, incluindo a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), a Fidelity, uma das maiores gestoras de ativos do mundo com trilhões sob gestão, a Nasdaq, ErisX, e diversas outras Bolsas de Valores espalhadas pelo mundo.



Observando o gráfico acima vemos que passamos de um valor de US $1.000 em janeiro de 2017 e um volume de US $140 milhões diários em média para um pouco acima de US $19.000 em 17 de dezembro de 2017, com um volume diário de US $14 bilhões para finalmente hoje estarmos com o preço variando entre US $5.000 e US $3.300 com um volume no dia 02/04/2019 em US $23 bilhões. Ou seja, para os investimentos de longo prazo estamos com um aumento significativo tanto de valor (400%), quanto de volume (16.400%) com referência a janeiro de 2017. Um crescimento bem sólido.

Em 2011, 2013 e 2015, o Bitcoin registrou quedas de 80%, 82% e 86%. Em 2018 a queda foi de 84%. Se fizermos a mesma projeção da última pernada de alta do Bitcoin (aproximadamente 12.000%) ele poderia atingir até US $400.000.



Correções anteriores podem ser referências para fornecer pistas para quando o mercado de baixa pode acabar e quanto de alta podemos ter. No entanto, as condições de mercado, infraestrutura e conscientização geral são muito diferentes de 2011, 2013 e 2015.

Em 2018, a Fidelity, quarta maior administradora de ativos do mundo, e a ICE, empresa controladora da Bolsa de Valores de Nova York, introduziram a Fidelity Digital Assets e a Bakkt para ajudar os investidores de varejo e institucionais no setor financeiro tradicional a investirem em criptomoedas.

A Nasdaq, a Bakkt e a maior Bolsa de Derivativos da Europa, a Eurex, planejam lançar futuros de Bitcoin ainda este ano. A Lightning Network do Bitcoin está cada vez maior em termos de capacidade e cada vez mais a adoção das criptomoedas aumenta.

A tendência de curto prazo das criptomoedas não retrata com precisão os últimos doze meses de evolução positiva no setor, e por essa razão, investidores de alto perfil como o bilionário Tim Draper, Mike Novogratz e o executivo da Susquehanna, Bart Smith, permanecem otimistas com a tendência de longo prazo do Bitcoin.

Até quanto o Bitcoin pode chegar?

 

 

 

Se analisarmos uma retração de Fibonacci no gráfico semanal, partindo do topo histórico do Bitcoin (US $20.000), podemos ver que o primeiro ponto a ser superado fica na casa dos US $30.000 e o seguinte próximo aos US $45.000. Antes disso também notamos a média de 100 dias próxima dos US $5.300, o que sinaliza uma resistência no curto prazo para o Bitcoin.

No início desta semana, Josh Rager, com base na tendência de preço do Bitcoin desde 2011 e no padrão de recuperação do Bitcoin após uma alta histórica, previu o Bitcoin atingir uma nova máxima em 2.051 dias, lá por 2023, chegando a US $150.000.



Todas as análises convergem para um só lugar, o próximo ciclo de alta do Bitcoin. Se o Bitcoin conseguir se manter acima dos US $4.500 até o final desta semana, ele poderá estar sinalizando uma saída de uma tendência de baixa e estar entrando novamente em uma tendência de alta. Quem sabe poderemos ver nos próximos anos o Bitcoin rompendo máximas históricas e chegando aos US $50.000, US $60.000, US $100.000 e até US $400.000 como nas análises mais otimistas.

 

Análise por Rodrigo Miranda e Rafael Cruz

 

Até quanto você acha que o Bitcoin pode ir? Compartilhe sua opinião nos comentários abaixo.

 

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: Universidade do Bitcoin


COMENTÁRIOS