O que os homens mais ricos do mundo pensam sobre criptomoedas e blockchain?

12/06/2020


Na última década, o blockchain e o Bitcoin, assim como outras criptomoedas, despertam a polêmica em vários setores - incluindo bancos, fundos de hedge, assistência médica e imóveis, para citar alguns. A tecnologia blockchain e as criptomoedas devem revolucionar muitos setores, mas isso é apenas o começo.

No entanto, apesar do entusiasmo com as criptomoedas e a capacidade da tecnologia blockchain de revolucionar o mundo como o conhecemos, muitos dos homens mais ricos do mundo expressaram opiniões contraditórias.

Por exemplo, alguns bilionários, como Warren Buffett, são fortes críticos do Bitcoin, enquanto outros, como Tim Draper, são ávidos apoiadores. Em 2018, por exemplo, Buffett previu que o Bitcoin, em particular, terá um "final ruim".

Por outro lado, investidores bilionários como Tim Draper, Michael Novogratz e David Marcus mantiveram uma postura otimista sobre as criptomoedas e a tecnologia blockchain. Aqui está a lista da Forbes das pessoas mais ricas do mundo e suas opiniões sobre criptomoedas e tecnologia blockchain.

Jeff Bezos

Jeff Bezos é o homem mais rico do mundo, com um patrimônio líquido de US $130 bilhões, de acordo com a lista da Forbes de 2019. Há rumores de que o fundador da Amazon, inúmeras vezes investiu no Bitcoin. Além disso, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, foi citado dizendo que espera que a gigante do varejo online de Bezos seja o catalisador da próxima bull run do Bitcoin.

No entanto, nenhum dos rumores foi confirmado e a Amazon negou planos de aceitar Bitcoin ou qualquer outra criptomoeda em sua plataforma. O único desenvolvimento positivo para blockchain associado a Jeff Bezos é a parceria do braço de computação em nuvem da Amazon com uma startup de blockchain chamada Kaleido.

Bill Gates

Com um patrimônio líquido superior a US $100 bilhões, Bill Gates está entre os mais ricos do mundo há algum tempo. Embora Gates tenha demonstrado entusiasmo pelo Bitcoin em 2014, onde ele disse à Bloomberg que o Bitcoin era melhor do que qualquer moeda, ele retirou suas observações, dizendo que o anonimato das moedas digitais não é bom para transações.

Além disso, durante uma entrevista de 2018 à CNBC, Gates disse: "Bitcoin e ICOs são completamente especulativos". No entanto, como a maioria dos críticos, ele acrescentou que o blockchain, a tecnologia subjacente à maioria das criptomoedas, tem seus méritos.

Warren Buffett

Buffett é um crítico de longa data do Bitcoin e das criptomoedas em geral. Antes da reunião anual de acionistas da Berkshire Hathaway em 2018, o investidor de longa data chamou o Bitcoin de "miragem" que é "provavelmente veneno de rato ao quadrado" e "não é uma moeda".

No entanto, em uma entrevista recente, o CEO da Tron, Justin Sun, destaca que Buffett estava muito aberto a novas tecnologias. Isso aconteceu depois que Sun almoçou com o 'Oráculo de Omaha' há apenas um mês, durante o qual o jovem CEO tentou explicar o potencial das criptomoedas para Buffett.

Embora Buffett tenha chegado ao ponto de aceitar Tron (TRX) de Sun, Buffett sustentou que ele não possui nenhuma criptomoeda e reiterou que ele nunca será o proprietário de nenhum criptoativo, uma vez que tem "valor zero".

Bernard Arnault

Com um império de negócios que abrange mais de 70 marcas, incluindo Sephora e Louis Vuitton, Bernard Arnault está entre os mais ricos do mundo desde 1985, quando comprou a Christian Dior. Desde então, suas marcas de luxo cresceram, registrando vendas recorde - especialmente em 2018 - de acordo com a Forbes.

Embora não haja comentários oficiais de Arnault sobre Bitcoin ou tecnologia blockchain, os relatórios mostram que o bilionário se uniu à Microsoft Azure e ConsenSys no ano passado para desenvolver uma plataforma blockchain que rastreará produtos produzidos pela LVMH.

Outros relatórios indicam a ligação de Arnault com blockchain e criptomoedas, em que ele negou o envolvimento na criação de uma empresa belga de comércio de criptomoedas, chamada Abesix Belgique.

Larry Ellison

Larry Ellison, cofundador da Oracle, possui mais de US $50 bilhões e está listado como o sétimo homem mais rico do mundo. Ele é um dos poucos bilionários que falou sobre o Bitcoin e fez comentários positivos sobre os méritos da tecnologia blockchain.

Em um artigo de 2017 da Business Insider, Ellison é citado dizendo que os blockchains são frequentemente consideradas no contexto do Bitcoin e outras criptomoedas: “Mas cada vez mais, as empresas fora das finanças estão usando a tecnologia blockchain para substituir práticas de autenticação e remessas."

Mark Zuckerberg

Após o desastre do Facebook com o lançamento de sua criptomoeda chamada Libra, muitas pessoas expressaram preocupação de que se todos os usuários do Facebook adotassem o Libra como moeda, a maioria das moedas fiduciárias do mundo ficaria comprometida.

No entanto, enquanto os espectadores estão preocupados com a ameaça que a Libra traria para moedas locais, incluindo Bitcoin, Zuckerberg sustenta que “quando fazemos coisas que serão muito sensíveis à sociedade, queremos ter um período em que possamos sair e conversar sobre isso, para além de consultar diversas pessoas, com o objetivo de obter um feedback e trabalhar com os problemas do lançamento.”

Desde 2018, Zuckerberg mantém uma posição positiva, particularmente em relação à tecnologia blockchain, dizendo: "A tecnologia que alimenta o Bitcoin pode ajudar a melhorar o Facebook no futuro".

Michael Bloomberg

Além de ser listado entre as dez pessoas mais ricas do mundo, Michael Bloomberg está atualmente concorrendo como candidato à presidência pelo Partido Democrata nas eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos. Ao contrário de outros políticos de alto escalão, como o presidente dos EUA, Donald Trump, que expressou opiniões negativas sobre o Bitcoin e a Libra do Facebook no ano passado, Bloomberg mostrou uma visão um tanto positiva sobre a tecnologia blockchain e as criptomoedas.

Bloomberg é citado dizendo: "As criptomoedas se tornaram uma classe de ativos no valor de centenas de bilhões de dólares, mas a supervisão regulatória permanece fragmentada e subdesenvolvida". Ele também acrescentou: "Apesar de toda a promessa do blockchain, Bitcoin e ICOs, também há muito hype, fraude e atividade criminosa".

Com relatos de crescente popularidade nas pesquisas, as políticas de Bloomberg sobre reformas financeiras estão em destaque. O ex-prefeito de Nova York reconheceu as criptomoedas como uma classe de ativos e incluiu políticas em sua campanha para proteger os consumidores contra fraudes relacionadas às criptomoedas e esclarecer as responsabilidades dos reguladores de criptomoedas com uma estrutura para definir ICOs (ofertas iniciais de moedas).

Ray Dalio

Ray Dalio, o fundador da Bridgewater Associates, recentemente falou em uma entrevista à CNBC, onde ecoou preocupações sobre o estado da economia global, assim como muitos investidores e apoiadores do Bitcoin, dizendo: “Estamos em um ponto na política monetária em que você não pode mais estimular da mesma maneira que você fez antes."

No entanto, em vez de aconselhar aqueles que estão preocupados com a recessão econômica global a recorrer ao Bitcoin, Dalio acredita que o ouro é um porto seguro muito melhor do que o Bitcoin. Na opinião de Dalio: “Existem dois propósitos para o dinheiro: um meio de troca e um estoque de riqueza. E o Bitcoin não é eficaz em nenhum desses casos agora.”

Na entrevista, Dalio apontou que o Bitcoin ainda é muito volátil para agir como uma reserva de valor adequada.

Elon Musk

Recentemente, Elon Musk tem sido o centro das atenções por seus tweets enigmáticos sobre o Bitcoin. No entanto, o CEO e fundador da Tesla finalmente revelou que ele "não está nem ai para o Bitcoin". Embora Musk veja valor no Bitcoin, ele acredita que ele é usado principalmente para realizar transações ilegais:

"Isso irrita as pessoas, mas há transações que não estão dentro da lei."

Ele acrescentou ainda que, embora veja "as criptomoedas como um substituto efetivo do dinheiro", ele não a vê como uma substituição primária. Musk não endossa totalmente as criptomoedas, no entanto, ele admite que há uma mudança no setor financeiro e que os bancos precisam observar.

Jack Ma

De acordo com um artigo de 2018 da Bloomberg, Jack Ma emitiu um aviso sobre as criptomoedas, declarando o Bitcoin como uma bolha em potencial. O fundador da gigante empresa de comércio eletrônico Alibaba e presidente da Ant Financial, um conglomerado financeiro com sede na China, revelou no passado que presta especial atenção ao Bitcoin e à tecnologia blockchain, especialmente em relação à capacidade de estabelecer uma sociedade sem dinheiro.

Recentemente, durante a 20ª China Association of Science and Technology, Ma manteve sua posição sobre o Bitcoin como uma possível bolha e apontou o blockchain como a “chave que abre um tesouro de baús de novas ferramentas tecnológicas eficazes”.

Michael Novogratz

Mike Novogratz, CEO e fundador do banco de criptomoedas Galaxy Digital Holdings e ex-gerente do Fortress Investment Group, previu corretamente que o Bitcoin atingiria a marca de US $10.000 até o final de 2017.

Ele já mencionou que: "O Bitcoin será o ouro digital". Segundo Novogratz, o Bitcoin é “a única das moedas por aí que passa a ser um esquema legal de pirâmide. Assim como é o ouro."

Para alocar seu dinheiro de acordo com suas palavras, foi relatado que Novogratz investiu cerca de 30% de sua fortuna em criptomoedas. Apesar de ter tido uma enorme perda na queda histórica do Bitcoin em 2018, onde a Galaxy Digital Holdings perdeu US $136 milhões, Novogratz permanece inalterado.

Ele é citado pela Bloomberg, dizendo que, apesar da frustração de investidores perderem dinheiro, a empresa tem um "negócio que pode empatar" e que eles têm "muito dinheiro para administrar o negócio por um longo tempo". Recentemente, o bilionário reiterou que ele é "ainda mais otimista no Bitcoin", apesar da luta de preços do Bitcoin com a volatilidade.

Tim Draper

Em setembro de 2019, o investidor de risco Tim Draper dobrou sua previsão anterior do Bitcoin, que atingiria US$ 250.000 até 2022, quando acrescentou que essas previsões eram "conservadoras".

Draper mantém uma posição otimista no Bitcoin desde junho de 2014, quando comprou o Bitcoin que havia sido apreendido e leiloado pelo U.S. Marshals Service. O valor total do Bitcoin que ele possuía na época foi estimado em US $19 milhões.

Recentemente, Draper conversou com a CNBC, onde revelou que seis meses atrás, ele retirou sua riqueza das bolsas de valores públicas para alocar mais em seu portfólio de Bitcoin. Em relação ao mercado de ações mundial em queda devido a preocupações com o coronavírus, Draper revelou que sua exposição era limitada.

Os Irmãos Winklevoss

Após o aumento de preços do Bitcoin em 2017, Tyler e Cameron se tornaram os primeiros bilionários do Bitcoin. Os dois irmãos e fundadores da Gemini, uma exchange de criptomoedas, afirmam possuir cerca de 1% do Bitcoin total em circulação.

Apesar do suposto desentendimento entre os gêmeos e o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, os gêmeos Winklevoss revelaram em entrevistas que acreditam que a Libra do Facebook é uma notícia positiva para o mercado cripto. Além disso, de acordo com um relatório da CNBC, no ano passado, os gêmeos conversaram com Mark Zuckerberg antes do anúncio da Libra pelo Facebook. Atualmente, os irmãos Winklevoss estão entre os principais milionários de Bitcoin do mundo.

Bill Harris

Bill Harris, ex-CEO e cofundador do PayPal, é conhecido por ser um dos críticos mais severos do Bitcoin. Em um artigo que ele escreveu em 2018, o ex-CEO do PayPal chamou o Bitcoin de uma farsa, acrescentando que "é um esquema colossal, coisa que o mundo nunca viu".

Durante uma entrevista à CNBC, Harris explicou sua posição, apontando que "não há relação entre valor e utilidade" no Bitcoin e no mercado cripto. No entanto, como a maioria dos críticos, Harris concorda que a tecnologia blockchain tem "aplicações fantásticas".

Fonte: cointelegraph

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.


COMENTÁRIOS