Rússia planeja comprar US $10 bilhões em Bitcoin

10/01/2019


A 12ª maior economia do mundo está prestes a despejar US $10 bilhões no Bitcoin. Vladislav Ginko, professor da Academia Presidencial Russa de Economia Nacional e Administração Pública de Moscou, disse que as sanções dos EUA estão forçando a Rússia a diversificar. Ele acredita que o governo russo poderia começar a investir bilhões de dólares em Bitcoin já no próximo mês.

"As sanções dos EUA podem ser mitigadas apenas pelo uso de Bitcoin. Por causa das sanções dos EUA, a elite da Rússia é forçada a despejar ativos e dólares americanos e investir imensamente em Bitcoins. O Banco Central da Rússia tem reservas de US $466 bilhões e precisa diversificar caso haja oportunidades limitadas para fazê-lo (no futuro).”

Devido ao impacto das sanções dos EUA, faz sentido que a Rússia procure mitigar o dano através do Bitcoin. A Rússia está convencida de que a incapacidade de usar o dólar levará outros países a buscar outras alternativas também.

A Rússia informou que não é contra as criptomoedas, mas sim que as moedas digitais carregam riscos inerentes. Ainda assim, há muitos dentro do país que acreditam que a Rússia começará a diversificar suas reservas com Bitcoin já em fevereiro.

"Acredito que a Rússia (governo) começará a diversificar suas reservas com Bitcoin em fevereiro deste ano, quando o Congresso dos EUA introduzirá novas sanções contra a Rússia", afirmou Vladislav Ginko. Ele apareceu recentemente na televisão estatal russa e na rádio, fornecendo comentários econômicos e disse que grande parte de seu trabalho recente tem sido persuadir as autoridades russas de que o Bitcoin é a melhor maneira de aliviar os impactos das duras sanções dos EUA contra o Kremlin.

“O governo da Rússia não é contra as criptomoedas, o presidente russo colocou a adoção de fintechs como um fator chave para a sobrevivência da economia russa. Eu, como economista especialista na Academia Presidencial Russa de Economia Nacional e Administração Pública, coloquei o peso da minha mídia pública no trabalho para persuadir várias partes interessadas da sociedade russa sobre a necessidade de investir as reservas do Banco Central em Bitcoin.”

 

Bitcoin como alternativa

Juntamente com outros países como China, Venezuela e Irã, a Rússia está procurando novas maneiras de diminuir sua dependência do dólar americano. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, deixou claro que o país tinha poucas opções restantes. Ele afirmou:

“Não temos meta de nos afastar do dólar. É o dólar que está se afastando de nós.”

Ao contrário de outros líderes mundiais, Putin nunca condenou explicitamente o Bitcoin ou as criptomoedas em geral. Ele observou sérios riscos com a indústria, mas também mencionou que há vantagens também para a nova tecnologia.

As autoridades russas há muito discutem a possibilidade de remoção do dólar do comércio internacional do país. Putin está convencido de que o país acabará se afastando completamente do dólar americano. Embora o progresso tenha sido lento, o país fez várias transações sem o dólar.

No fórum de investimentos 'Rússia Calling' em Moscou, em novembro de 2018, Vladimir Putin deixou claro que está buscando moedas de reserva alternativas.

Os comentários de Putin dão credibilidade às declarações feitas por Vladislav Ginko.

"Há instabilidade quando se trata de fazer negócios com o dólar. Por isso, há um desejo - e está acontecendo em todo o mundo - de encontrar moedas de reserva alternativas e criar um sistema financeiro independente do dólar."

No final de 2017, durante uma reunião televisionada sobre criptomoedas e fintech, o presidente observou novamente “sérios riscos” em torno das criptomoedas, mas continuou dizendo que o governo iria trabalhar em regulamentações para “usar a vantagem” oferecida pela nova tecnologia financeira.

 

https://www.youtube.com/watch?v=IKd60L0ID4o

 

Em 2018, o Centro de Competência NEO em São Petersburgo disse que recebeu uma carta da Associação Russa de Criptomoedas e Blockchain, solicitando uma colaboração de acordo com o pedido do Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin.

O relatório diz que uma possível relação entre as duas organizações foi discutida pela primeira vez na Administração do Presidente da Federação Russa em 12 de dezembro de 2017.

Três meses depois, a Associação disse ao centro de competência da NEO que estava “pronta para fornecer apoio total”.

Isenção de responsabilidade. A Universidade do Bitcoin não endossa nenhum conteúdo nesta página. Embora tenhamos como objetivo fornecer a você informações importantes do mundo das criptomoedas, os leitores devem fazer sua própria pesquisa e análise antes de tomarem quaisquer decisões e assumir total responsabilidade por elas, nem este artigo pode ser considerado como um conselho de investimento.

Fonte: micky




COMENTÁRIOS